Quais as vacinas para idosos mais indicadas?

Enfermeiras e Cuidadores em Jundiaí, SP

Quais as vacinas para idosos mais indicadas?

Publicado em: 18/05/2021 às 14:40 Por Senes Life
vacina para idosos

Quais as vacinas para idosos mais indicadas?

 

A saúde do idoso acaba sendo mais frágil do que a das pessoas mais novas ou de meia idade e, por isso, todo cuidado deve ser visto como prioridade. Porém, um alento para esse cenário, é que em todo o país já é possível encontrar vacinas para idosos nas unidades de saúde, em sua maioria, gratuitamente.

Essas vacinas, que compõem o calendário anual de vacinação, são capazes de ajudar na prevenção de doenças e na imunização do corpo, garantindo mais qualidade de vida e tranquilidade para quem chegou na melhor fase da vida. 

Porém, mesmo com tantas informações espalhadas por aí e com campanhas de vacinação acontecendo anualmente, muitas dúvidas ainda pairam sobre o assunto, não é verdade?

Quais são as vacinas indicadas para os idosos? Elas são obrigatórias? Em que período do ano são mais indicadas? Quais podem ser tomadas e quais são aquelas que devem ser evitadas a todo custo? Veja a seguir um guia completo com as vacinas para idosos mais indicadas que preparamos para você.

A importância das vacinas para idosos

As vacinas são fundamentais para proteger e blindar o organismo da pessoa contra doenças que ameaçam a saúde. E isso é válido para todas as idades. 

No passado, doenças que surgiram e que eram altamente contagiosas, como tétano, difteria, sarampo, rubéola e caxumba, praticamente foram zeradas devido às vacinas. 

Esse baixo índice se justifica graças ao alto índice de vacinação no país, visto que o país já adota todas as vacinas desde a infância. 

No entanto, atualmente esses índices estão caindo em virtude dos movimentos “anti vacinas”. Esses movimentos têm ganhado força devido à autonomia adquirida pela população para a prática não científica da medicina, baseada em fatos não comprovados, via redes sociais ou sites leigos.

Os movimentos “anti vacinas” vêm ocasionando a desconstrução progressiva da autoridade médica e têm contribuindo bastante para os extremos de negação das evidências científicas.

Por isso, é muito importante que os adultos também estejam imunizados e mantenham o cartão de vacinação completo, visto que a vacinação continua sendo a forma mais segura e eficaz de prevenção, principalmente contra as doenças infectocontagiosas.

 

Confira as vacinas mais indicadas para idosos

Vacina contra a gripe

A vacina contra gripe é uma das principais vacinas em que a prioridade são os idosos visto que o vírus da influenza é frequente e pode causar quadros graves em pessoas com mais de 60 anos.

A vacina contra a gripe deve ser tomada anualmente e pode ser aplicada em todas as pessoas que não possuem alguma alergia grave a algum componente da vacina.

Vacina contra o coronavírus (covid-19)

Essa é a mais nova vacina da lista, visto que foi desenvolvida no ano de 2020, com o objetivo de conter a pandemia da covid-19. O Brasil adotou diversas vacinas contra o coronavírus para serem aplicadas no SUS e é de fundamental importância que os idosos se vacinem contra essa doença, que é altamente infecciosa e tem uma taxa de mortalidade assustadora.

 

Vacina Pneumocócica

Aqui se enquadram os dois tipos de vacina pneumocócica indicadas para idosos, a pneumo 23 e a pneumo 13.

As duas são capazes de proteger contra as doenças causadas pelo pneumococo. No entanto, o mecanismo de ação é diferente entre elas. Desta forma, ambas precisam ser aplicadas. A pneumo 13 (vacina pneumocócica conjugada) deve ser a primeira.

A vacina para idosos contra a pneumonia deve ser tomada de forma rotineira a partir dos 60 anos de idade. Ela só não deve ser tomada por pessoas que possam ter reações alérgicas a um dos componentes de fabricação. 

Na hora que for receber a dose, certifique-se com a unidade de saúde os componentes do imunizante. 

Vacina contra a febre amarela

Essa vacina previne contra uma doença que, em nosso país, acaba sendo muito comum, capaz de causar diversas complicações.

A imunização pode ser aplicada a qualquer momento durante a vida. Nas pessoas com idade acima dos 60 anos, e que não foram vacinadas anteriormente, está indicada uma dose da vacina contra a febre amarela, exceto para indivíduos com a imunidade comprometida.

A vacina não deve ser tomada por:
  • Infectados pelo HIV;
  • Pessoas com imunodepressão ou imunossupressão grave;
  • Transplantados;
  • Pessoas com câncer;
  • Pessoas com histórico de reação alérgica a algum componente da vacina;
  • Portadores da doença do timo.

Vacina Meningocócica

A vacina meningocócica C conjugada previne as doenças causadas pelo meningococo C, como a meningite. Essa vacina deve ser aplicada quando não há a possibilidade de se tomar a vacina ACWY, que não está no SUS.

Essa vacina deve ser tomada caso haja o risco para doença meningocócica ou se a situação epidêmica se encontra em alta. Também é contraindicada para indivíduos que possuem alergia a algum dos componentes da vacina. 

Vacina contra herpes zoster

Esta vacina previne a herpes zoster, conhecida também como “cobreiro”, uma doença que pode tornar-se crônica. Ela deve ser tomada de forma rotineira para maiores de 50 anos.

Os indivíduos imunodeprimidos, alérgicos a algum dos componentes da vacina ou pessoas com tuberculose ativa não tratada não devem tomar a vacina.

Vacina contra o tétano e difteria

Ela atua contra essas infecções que podem causar lesões na pele provocando espasmos nos músculos e inflamações na garganta e boca, respectivamente. Para reduzir os efeitos colaterais da vacina pode-se utilizar a forma acelular da mesma, a DTPa.

Ela deve ser tomada caso o esquema contra essas bactérias não tenha sido terminado até os 7 anos de idade. Ela também deve ser tomada a cada 10 anos. Indivíduos que possuem alergia a algum componente da vacina não devem tomá-la.

Tríplice Viral

É ela quem previne o sarampo, caxumba, e rubéola, doenças que podem ser complicadas havendo um sistema imunológico frágil como o de idosos.

Se a vacina não foi tomada quando criança pode ser tomada a qualquer momento da vida, visto que normalmente ela é aplicada nessa fase da vida. Quem tem comprometimento da imunidade por doença ou medicação e alergia a algum dos componentes, não devem tomá-la.

Vacina contra Hepatite

A vacina previne que os vírus da hepatite A e B causem infecções no fígado, algo que pode ser crítico para os idosos. Ela pode ser tomada a partir dos 12 meses de vida em 3 doses.

Quem é alérgico a alguma componente da vacina não deve tomar a vacina, assim como quem desenvolveu púrpura trombocitopênica.

 

Conclusão

Como você pode ver, todas as vacinas são fundamentais para que permaneçamos com saúde e livre de doenças graves. É de extrema importância que todos nós nos vacinarmos contra as mais diversas enfermidades, tanto pela nossa saúde, como para conter a disseminação de qualquer vírus. 

A Senes entende que cuidar das pessoas é valorizar a vida integralmente. Para isso, temos profissionais capacitados, que supervisionam e prestam atendimento voltado ao bem-estar, saúde, higiene pessoal, além de todo o cuidado com a alimentação, inclusive se atentando às vacinas que precisam ser aplicadas no determinado momento da vida. 

Além disso, nos preocupamos com aspectos da educação, da cultura, do lazer e da recreação. Acreditamos que a beleza de viver com qualidade de vida é fundamental para a felicidade de todos. 

Entre em contato conosco para podermos ajudar na melhora da qualidade de vida da pessoa que você tanto ama.


#care#cuidadores#vacina#terceiraidade#saude#carinho

Categorias


Salvamos dados da sua visita para melhorar e personalizar sua experiência aqui na Solutudo. Ao continuar, você concorda com a nossa Política de Privacidade.