REPELÊNCIA A POMBOS E MORCEGOS

Outros Serviços
Produto oferecido por: DDDRIN - Americana
A consultar
Seja o primeiro a avaliar:
SOLUÇÕES DDDRIN PARA REPELIR A INFESTAÇÃO DE POMBOS E MORCEGOS Pombos são vetores de cerca de 60 doenças, dentre elas gripes, conjuntivites, toxoplasmose, salmoneloses, psitacoses (doença infecciosa que atinge primeiramente os pulmões e osteiormentebaço e fígado), criptococose (doença causada por fungos que se desenvolvem em fezes secas, que infecciona os pulmões), coceiras (provocadas pelos piolhos e ácaros que ficam entre suas penas) e dermatites. Também podem provocar outros danos como ninhos em hospitais com acúmulo de penas e fezes, causando entupimentos de sistemas de drenagem, instalação de ninhos em sistemas de ar condicionado, bloqueio de calhas de telhado e infiltração no forro, alteração de sistemas de comunicação quando existe acúmulo de fezes em torres de transmissão. Em sua urina e fezes, há uma grande concentração de ácido úrico que corroem monumentos de pedra e bronze, destroem pinturas e rebocos de construções, danificam estruturas de concreto e pinturas de automóveis. Além disso, também podem provocar, durante o vôo, acidentes, isso porque podem colidir com aeronaves. Essa colisão pode provocar acidentes sérios, pois para se ter uma noção, a força do impacto de uma ave com até 2,5 Kg com um avião em movimento, pode chegar a 5 toneladas, dependendo da velocidade desse avião.   TÉCNICAS UTILIZADAS: Como o ciclo reprodutivo dos pombos é regulado pela oferta de alimento, diminuir essa oferta de alimentos é a principal medida a se tomar, conscientizando as pessoas do problema de fornecer alimento aos pombos e esclarecendo sobre os riscos e danos que tal hábito pode provocar.• Uma das principais medidas preventivas é não alimentar os pombos, pois a grande disponibilidade de alimento em um local faz com que haja infestação do mesmo; • Consertar falhas nas estruturas que permitam a nidificação; • Inclinar os parapeitos das janelas, pois os pombos não gostam de pousar em superfícies inclinadas e, caso não seja possível, esticar fios de nylon para que eles não pousem no local; • Vedação de vãos e pontos de entrada com tela ou alvenaria • Limpeza técnica com a remoção de ninhos • Aplicação de gel repelente D.D.Drin em locais de pouso e/ou habitat; • Utilização de acessórios desestabilizantes de pouso como espículas, molas ou cabeamento.   TELAS Instalação de telas em tecido sintético resistentes a umidade e raios UV evitando acesso e abrigo a parte interna de forros entre outros espaços.   ESPÍCULAS Dispositivos metálicos semelhantes a espetos fixados sobre bases plásticas adaptáveis a superfície em diferentes medidas que agem como desestabilizantes evitando o pouso das aves.   SISTEMA GEL Aplicação de gel químico sobre superfícies para evitar o pouso das aves.   CABEAMENTO Sistema de cabeamento em aço inox, instalado sobre bases metálicas em diferentes medidas que agem como desestabilizantes, evitando o pouso das aves.

Avaliações

Ninguém avaliou esse produto ainda. Que tal ser o primeiro?