Complexo Fepasa

Museu

Museu em Jundiaí, SP

Complexo Fepasa em Jundiaí, SP

Fale com a empresa

Entre em contato direto com a empresa, clique no botão abaixo e envie sua mensagem.

Fale com a empresa aqui

Descrição

A idéia de se fundar uma companhia particular para construir uma estrada de ferro em São Paulo surgiu em 1864, quando a São Paulo Railway, que ligava Santos a Jundiaí, declarou-se impossibilitada de prolongar seus trilhos até Campinas. Em 16 de dezembro de 1867 foi fundada a Companhia Paulista de Estradas de Ferro, para atender ao progresso da lavoura cafeeira.
 

A construção do Complexo Fepasa foi iniciada em 1870 e, em 1872, circulava o trem inaugural. O  primeiro trem de tração elétrica da América do Sul circulou nas suas linhas em julho de 1922. A Previdência Social no Brasil também teve sua origem na Paulista, quando em janeiro de 1923, foi fundada a Caixa de Aposentadorias e Pensões dos Ferroviários. Na área de reflorestamento, a Paulista também foi pioneira com a criação de  18 hortos florestais para atender às ferrovias do estado de São Paulo.
 

O Complexo Fepasa também foi o precursor do Senai, que era oferecido a princípio somente aos ferroviários e filhos e colaborou na Revolução Paulista de 32 com  o Trem Fantasma e os trens blindados praticamente parando toda sua atividade para atender aos revolucionários. Do movimento dos ferroviários também foi criado o Clube Grêmio C.P., o Clube Nacional, o Gabinete de Leitura Ruy Barbosa e o Paulista Futebol Clube.
 

Em 2001, o Complexo Fepasa foi transferido para a Prefeitura de Jundiaí. A estrutura compreende aproximadamente 111.000 m²  sendo ocupado, atualmente,  por diversos órgãos de serviços a população como o Poupatempo e a Fatec – Faculdade de Tecnologia bem como órgãos municipais.
 

A principal atração do Complexo Fepasa é o Museu da Cia. Paulista que conta com aproximadamente 5.000 peças em seu acervo e diversas locomotivas históricas, como a Maria Fumaça nº 1, por exemplo, sendo atração de turistas de todo o mundo.
 

O belo conjunto arquitetônico e o grande acervo documental também são utilizados para pesquisas feitas por estudantes, escritores e pesquisadores dando conta não só do aspecto histórico e cultural, mas também como subsidio para o setor de transporte e implantação de obras em parte do território nacional por deter mapas e relatórios.

 

A idéia de se fundar uma companhia particular para construir uma estrada de ferro em São Paulo surgiu em 1864, quando a São Paulo Railway, que ligava Santos a Jundiaí, declarou-se impossibilitada de prolongar seus trilhos até Campinas. Em 16 de dezembro de 1867 foi fundada a Companhia Paulista de Estradas de Ferro, para atender ao progresso da lavoura cafeeira.
  A construção do Complexo Fepasa foi iniciada em 1870 e, em 1872, circulava o trem inaugural. O  primeiro trem de tração elétrica da América do Sul circulou nas suas linhas em julho de 1922. A Previdência Social no Brasil também teve sua origem na Paulista, quando em janeiro de 1923, foi fundada a Caixa de Aposentadorias e Pensões dos Ferroviários. Na área de reflorestamento, a Paulista também foi pioneira com a criação de  18 hortos florestais para atender às ferrovias do estado de São Paulo.
  O Complexo Fepasa também foi o precursor do Senai, que era oferecido a princípio somente aos ferroviários e filhos e colaborou na Revolução Paulista de 32 com  o Trem Fantasma e os trens blindados praticamente parando toda sua atividade para atender aos revolucionários. Do movimento dos ferroviários também foi criado o Clube Grêmio C.P., o Clube Nacional, o Gabinete de Leitura Ruy Barbosa e o Paulista Futebol Clube.
  Em 2001, o Complexo Fepasa foi transferido para a Prefeitura de Jundiaí. A estrutura compreende aproximadamente 111.000 m²  sendo ocupado, atualmente,  por diversos órgãos de serviços a população como o Poupatempo e a Fatec – Faculdade de Tecnologia bem como órgãos municipais.
  A principal atração do Complexo Fepasa é o Museu da Cia. Paulista que conta com aproximadamente 5.000 peças em seu acervo e diversas locomotivas históricas, como a Maria Fumaça nº 1, por exemplo, sendo atração de turistas de todo o mundo.
  O belo conjunto arquitetônico e o grande acervo documental também são utilizados para pesquisas feitas por estudantes, escritores e pesquisadores dando conta não só do aspecto histórico e cultural, mas também como subsidio para o setor de transporte e implantação de obras em parte do território nacional por deter mapas e relatórios. ​  

Eventos

Eventos da Complexo Fepasa

Ver todos

Feira nos Trilhos

Feira nos Trilhos

Feira nos Trilhos

Feira nos Trilhos

Feira nos Trilhos

Feira nos Trilhos

Feira nos Trilhos

Feira nos Trilhos

Feira nos Trilhos

Endereço da Complexo Fepasa

Local

Avenida União dos Ferroviários, 1760 - Ponte de Campinas - CEP 13201-160 - Jundiaí/SP

Abrir mapa

Imagens da Complexo Fepasa

Galeria de imagens

Compartilhe